Solitude, darkness and love


"I don't wanna admit, but we're not gonna fit"

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Electric


Ninguém te contará da solidão
Ninguém te falará das noites
Ninguém te revelará as intenções
Tais poderes estão sobre a minha taça
Eu canto de manhã cedo quando
Meu corpo chamuscado em labaredas azuis
Sucede-se em detalhes ínfimos
Das minhas quedas
Das minhas sextas
A sexta e última vez
Orando pela dívida
Eu canto de manhã cedo quando
Estás adormecido no Éden de flores explícitas
E chamas vermelhas
E há um cheiro parecido com o teu
E há uma forma parecida com a tua
Estou tão louco, tão insano pela tua
Condescendência
Que poderia me quebrar em instantes
Eu canto de manhã cedo, e canto pela noite
Quando despertas de mil castigos infernais
E chamas azuladas
Nas cinzas do teu gozo
Nos fantasmas de tua plenitude
E esse será o meu triunfo.








~














Verano

Nenhum comentário:

Postar um comentário