Solitude, darkness and love


"I don't wanna admit, but we're not gonna fit"

terça-feira, 17 de abril de 2012

Pesadelo




Eu vi a neve e vi o sangue
Eu vi em branco sobre o preto
Vi em contraste com o vermelho
Vi e revi, deixei o medo

Abandonei e fiz o rascunho
Sobre o meu punho, senti um receio
E desse jeito, borrei o desenho
Tinta guache e nanquim, relevo

Eu vi de novo, mas não me veio agora
Esse meu medo, de não acordar
Ele desistia, ele ía embora
Colado à minha mãe, me desatei a chorar

Mamãe calada, fale mãe, mãe chore
Não olhe para o céu, não está mais lá
Diga que não é verdade, minta, não ore
Ele não pode ir, ele não pode desatar

Não assim, não tão perto
Nem tão longe que eu não possa despertar.







~











Verano
Photografia: Anja Millen

2 comentários: